Palmeiras na Copa Libertadores da América

Palmeiras na Copa Libertadores

Palmeiras na Copa Libertadores da América: Verdão tem história a favor, mas prevê equilíbrio em grupo na Libertadores. Palmeiras vai encarar Nacional (Uruguai), Rosario Central (Argentina) e o  River Plate (Uruguai) na fase de grupos.

Se depender do retrospecto geral, o Palmeiras começa a fase de grupos da Taça Libertadores da América de 2016 em vantagem, pelo menos no histórico, larga na frente de uruguaios, argentinos e chilenos. O rival da estreia palmeirense será o River Plate, do Uruguai, o time de Marcelo Oliveira nunca enfrentou os uruguaios.

Na segunda rodada, o Verdão enfrenta o Rosario Central, na arena. Os palmeirenses têm duas vitórias e dois empates em quatro jogos contra os argentinos. A última partida do primeiro turno do Grupo 2 será contra o Nacional, do Uruguai, rival dono do retrospecto mais equilibrado: foram cinco vitórias para cada lado e três empates, em 13 jogos.

Na sede da Conmebol, dirigentes do Palmeiras falaram sobre o sorteio e fizeram previsão. Alexandre Mattos chegou a falar em grupo “barra pesada”, enquanto Mauricio Galiotte destacou a preparação da equipe para a disputa da Libertadores.

– É um grupo difícil, sem dúvida nenhuma. São equipes tradicionais e competitivas, mas o Palmeiras trabalhou muito para esse momento, para estar aqui. Nós queremos disputar e não podemos escolher adversário. Temos de ter condição de encarar todo e qualquer adversário. O Palmeiras está se preparando para isso. Obviamente que são jogos muito difíceis, mas estamos prontos para a competição – disse o vice-presidente Mauricio Galiotte, em entrevista ao SporTV.

Confira os confrontos do Palmeiras na Copa Libertadores – fase de grupos:

Universidad de Chile (CHI) ou River Plate (URU) x Palmeiras
Palmeiras x Rosario Central (ARG)
Palmeiras x Nacional (URU)
Nacional (URU) x Palmeiras
Rosario Central (ARG) x Palmeiras
Palmeiras x Universidad de Chile (CHI) ou River Plate (URU)

Veja dicas de apostas online

Palmeiras na Copa Libertadores: Verdão já enfrentou 27 dos 38 participantes da Libertadores 2016

.

Palmeiras na Copa LibertadoresCampeão em 1999 e com 15 participações na história, o Verdão já encarou 27 dos outros 37 participantes do campeonato. Dos 10 times que nunca cruzaram o caminho palestrino, seis ainda irão disputar a primeira fase da competição em jogos eliminatórios de ida e volta e podem não chegar ao chaveamento dos grupos. São eles:  Caracas (Venezuela), River Plate (estreante na competição, do Uruguai), Universidad César Vallejo (Peru), Puebla (também em sua primeira participação, do México), Independiente del Valle (Equador) e Oriente Petroleiro (Bolívia).

Como era de se esperar, os outros times brasileiros classificados para a Libertadores são os adversários mais frequentes do Verdão na história. Corinthians (358 jogos, 126 vitórias), São Paulo (303 jogos, 98 vitórias), Grêmio (85 jogos, 35 vitórias) e Atlético-MG (74 jogos, 36 vitórias) são os outros representantes do país. Excluindo essas equipes, o clube que mais jogou com o Palmeiras é o Peñarol (Uruguai), com 22 jogos (nove vitórias), seguido pelo Boca Jrs. (Argentina), com 21 confrontos (7 vitórias).

Ainda sem contar os clubes do Brasil, o Palmeiras na Copa Libertadores fez 139 jogos contra os 24 estrangeiros classificados e que somam algum confronto diante do escrete palestrino. Foram, ao todo, 67 vitórias, 41 empates e 31 derrotas.

O Alviverde nunca foi derrotado por oito das 27 equipes que já enfrentou – Rosário Central (Argentina), Racing (Argentina), Huracán (Argentina), Independiente Santa Fé (Colômbia), Atlético Nacional (Colômbia), Emeléc (Equador), Toluca (México) e Deportivo Táchira (Venezuela).

Curiosamente, o único clube que o Palmeiras na Copa Libertadores pode voltar a enfrentar em uma edição consecutiva é o Sporting Cristal (5 jogos na história, com 2 vitórias, 1 empates e duas derrotas), do Peru, que estava no mesmo grupo do Verdão em 2013. Os outros três adversários do time verde e branco naquela edição não se classificaram para 2016 (Tigre, da Argentina; Libertad, do Paraguai e Tijuana, do México).

Por outro lado, o Palmeiras na Copa Libertadores poderá reencontrar velhos conhecidos da equipe e com histórico favorável no torneio. O colombiano Deportivo Cali, que foi o adversário do clube na final da Copa Libertadores 1999, ano do único título palestrino, está classificado, assim como o rival Corinthians, eliminado pelo Alviverde em duas edições seguidas da competição (1999 e 2000).

DICAS DE APOSTAS NO SEU EMAIL

Receba atualizações, bônus e dicas para LUCRAR com suas apostas! É GRÁTIS!

.

Veja dicas de apostas online

Palmeiras na Copa Libertadores: Confira a lista dos possíveis adversários do Palmeiras na Libertadores e o retrospecto de cada um:

ARGENTINA

RIVER PLATE
Feito histórico: Palmeiras eliminou os argentinos na semifinal da Libertadores de 1999.
12 jogos (2 pela Copa Libertadores)
3 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
3 empates (0 pela Copa Libertadores)
6 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

BOCA JRS.
Feito histórico: Palmeiras goleou os argentinos por 6 a 1, no Palestra Italia, na fase de grupos Libertadores de 1994.
21 jogos (6 pela Copa Libertadores)
7 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
11 empates (4 pela Copa Libertadores)
3 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

SAN LORENZO
5 jogos (0 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (0 pela Copa Libertadores)
2 empates (0 pela Copa Libertadores)
1 derrota (0 pela Copa Libertadores)

ROSÁRIO CENTRAL
4 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (0 pela Copa Libertadores)
2 empates (2 pela Copa Libertadores)

RACING
3 jogos (0 pela Copa Libertadores)
3 vitórias (0 pela Copa Libertadores)

HURACÁN
3 jogos (0 pela Copa Libertadores)
3 vitórias (0 pela Copa Libertadores)

BOLÍVIA

BOLÍVAR
Feito histórico: Palmeiras na Copa Libertadores eliminou os bolivianos nas oitavas de final da Libertadores de 1995.
4 jogos (2 pela Copa Libertadores)
1 vitória (1 pela Copa Libertadores)
1 empate (0 pela Copa Libertadores)
2 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

THE STRONGEST
2 jogos (2 pela Copa Libertadores)
1 vitória (1 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

ORIENTE PETROLERO
Nunca enfrentou.

CHILE

COBRESAL
Nunca enfrentou.

COLO-COLO
Feito histórico: Palmeiras na Copa Libertadores eliminou o Colo-Colo ainda na fase de grupos de 2009 após vencer por 1 a 0, no Chile, com gol de Cleiton Xavier nos últimos minutos de jogo.
3 jogos. (2 pela Copa Libertadores)
1 vitória (1 pela Copa Libertadores)
2 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

UNIVERSIDAD DE CHILE
8 jogos (2 pela Copa Libertadores)
6 vitórias (2 pela Copa Libertadores)
1 empate (0 pela Copa Libertadores)
1 derrota (0 pela Copa Libertadores)

COLÔMBIA

INDEPENDIENTE SANTA FÉ
Feito histórico: Palmeiras na Copa Libertadores eliminou os colombianos na semifinal de 1961.
3 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
1 empate (1 pela Copa Libertadores)

DEPORTIVO CALI
Feito histórico: Palmeiras conquistou a Libertadores de 1999 após vencer os colombianos na grande final.
3 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

ATLÉTICO NACIONAL
2 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (2 pela Copa Libertadores)

EQUADOR

LDU
4 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
1 empate (0 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

EMELEC
2 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (2 pela Copa Libertadores)

INDEPENDIENTE DEL VALLE
Nunca enfrentou.

MÉXICO

TOLUCA
1 jogo (0 pela Copa Libertadores)
1 vitória (0 pela Copa Libertadores)

PUMAS
Nunca enfrentou.

PUEBLA
Nunca enfrentou.

PARAGUAI

CERRO PORTEÑO
9 jogos (8 pela Copa Libertadores)
4 vitórias (3 pela Copa Libertadores)
4 empates (4 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

OLÍMPIA
4 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (0 pela Copa Libertadores)
1 empate (1 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

GUARANÍ
2 jogos (2 pela Copa Libertadores)
1 vitória (1 pela Copa Libertadores)
1 derrota (1 pela Copa Libertadores)

PERU

SPORTING CRISTAL
5 jogos (2 pela Copa Libertadores)
2 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
1 empate (0 pela Copa Libertadores)
2 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

MELGAR
Nunca enfrentou.

UNIVERSIDAD CESAR VALLEJO
Nunca enfrentou.

URUGUAI

NACIONAL
13 jogos (6 pela Copa Libertadores)
5 vitórias (1 pela Copa Libertadores)
3 empates (3 pela Copa Libertadores)
5 derrotas (2 pela Copa Libertadores)

PEÑAROL
Feitos históricos: Palmeiras na Copa Libertadores eliminou os uruguaios na semifinal de 1968 e nas oitavas de final da Libertadores de 2000.
22 jogos (8 pela Copa Libertadores)
9 vitórias (5 pela Copa Libertadores)
10 empates (1 pela Copa Libertadores)
3 derrotas (2 pela Copa Libertadores)

RIVER PLATE
Nunca enfrentou.

VENEZUELA

DEPORTIVO TÁCHIRA
4 jogos (4 pela Copa Libertadores)
4 vitórias (4 pela Copa Libertadores)

CARACAS
Nunca enfrentou.

TRUJILLANOS
Nunca enfrentou.

BRASIL

ATLÉTICO-MG
74 jogos (0 pela Copa Libertadores)
36 vitórias (0 pela Copa Libertadores)
11 empates (0 pela Copa Libertadores)
27 derrotas (0 pela Copa Libertadores)

CORINTHIANS
Feitos históricos: Palmeiras na Copa Libertadores eliminou o Corinthians em duas edições consecutivas: em 1999, nas quartas de final, e em 2000, na semifinal.
358 jogos (6 pela Copa Libertadores)
126 vitórias (3 pela Copa Libertadores)
110 empates (0 pela Copa Libertadores)
122 derrotas (3 pela Copa Libertadores)

SÃO PAULO
303 jogos (8 pela Copa Libertadores)
98 vitórias (0 pela Copa Libertadores)
99 empates (2 pela Copa Libertadores)
106 derrotas (6 pela Copa Libertadores)

GRÊMIO
85 jogos (4 pela Copa Libertadores)
35 vitórias (2 pela Copa Libertadores)
32 empates (1 pela Copa Libertadores)
18 derrotas (1 pela Copa Libertadores)

Veja dicas de apostas online

Palmeiras na Copa Libertadores: Verdão reduz numeração e distribui camisas de acordo com Libertadores

Lucas, que vestiu a 32 na temporada passada, herdará o número 2, vago desde a saída do argentino Tobio; Gabriel Jesus pode vestir a 12 de “São Marcos”

Palmeiras na Copa Libertadores

O elenco do Palmeiras vai começar a temporada com numeração diferente daquela que foi utilizada no ano passado. As camisas estão sendo distribuídas de olho na Taça Libertadores, torneio em que os jogadores são inscritos necessariamente com números de 1 a 30.

Em 2015, alguns atletas vestiram camisas que não poderiam usar no torneio continental. Como os laterais Lucas (32) e Egídio (66), os zagueiros Vitor Hugo (31) e Leandro Almeida (44), os volantes Thiago Santos (35) e Matheus Sales (36) e o atacante Gabriel Jesus (33).

É certo que o lateral-direito Lucas, por exemplo, herdará o número 2, vago desde que o zagueiro Tobio retornou à Argentina para defender o Boca Juniors. Também está sem dono atualmente a camisa 15, que pertencia a Amaral, volante recém-emprestado ao Coritiba.

Gabriel Jesus, que atuou com o 33 em sua primeira temporada como profissional, possivelmente ficará com o 12.

Os reforços também já estão recebendo numeração de acordo com a limitação imposta pelo torneio continental. O zagueiro Edu Dracena e o atacante Erik ganharam as camisas 3 e 14, respectivamente. A próxima contratação apresentada será o goleiro Vagner, na tarde desta sexta-feira, em Itu, onde será realizada parte da pré-temporada.

A estreia do Palmeiras na Libertadores será em 16 de fevereiro, contra River Plate do Uruguai fora de casa. Antes disso, já terá disputado um quadrangular amistoso em Montevidéu e jogado pelo Campeonato Paulista.

DICAS DE APOSTAS NO SEU EMAIL

Receba atualizações, bônus e dicas para LUCRAR com suas apostas! É GRÁTIS!

.

Sobre Apostagol 198 Artigos
O Apostagol é um site de dicas de apostas esportivas online. Os conteúdos do Apostagol trazem muitas dicas e macetes que ajudam o apostador a efetuar suas apostas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.